Segunda-feira, 21 de Agosto de 2006

Mar

Mar imenso

Perola sagrada

No refugio do teu silencio

Me escondo e me procuro dos meus medos cintilantes

Medos mesquinhos

Arrebiques sem importancia.

Coisas de criança comparados com a vida de alguem...

Mar poderoso

Deus do mundo sem fim.

Revolta do meu interior

Calma em mim.

Deixa-me refugiar em ti minhas magoas;

Seca as minhas lagrimas

Concede-me o desejo de leveza do espirito

Ouve o meu implorar

Mostra-me misericordia divina

Acalma meu ser

Conforta-me e proteje-me de sentimentos proibidos

Permitidos pelo instinto

Consagrados a virtude oposta

Mar infinito

Mar meu

So tu me das o prazer da reflecçao.

De reflectir na vida, na morte à tristeza

E no começo de uma vida nova.

 

 

sinto-me:
música: Adversiting space- Robbie Williams
publicado por melinha às 15:34
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De Vera a 21 de Agosto de 2006 às 23:07
Mas que surpresa boa tu me estás a sair! Adorei linda Melinha!!! Adorei mesmo!!!!!!! Continua assim! LINDA!
De melinha a 22 de Agosto de 2006 às 10:12
obrigada!! sinceramente este ate nem e dos meus poemas favoritos mas escrevi-lo em especial para o blog bj

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Novo blog!

. As minhas manias

. Sou tua

. Chuva

. Somos cegos - II parte

. Somos cegos...

. ...

. Dias tristes...

. Meu anjo

. Falta-me...

.arquivos

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

.favoritos

. Sou tua

. ...

. Dias tristes...

. Meu anjo

. Falta-me...

. Meu amigo...

. Um dia...

. ...

. ...

. ...

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds